Resumo fotográfico da primeira marcha do Mundos de Mulheres na América Latina, que ocorreu nesta quarta (2) em Florianópolis

O encontro interdisciplinar Mundos de Mulheres ou ‘Women’s Worlds’, (como é conhecido mundialmente) está na sua 13° edição e já passou por países como Holanda, Espanha, EUA, Índia, Noruega, Coreia, Canadá e Austrália. Pela primeira vez na América Latina, o seminário que conta com oficinas, palestras, mesas de debate e vivências ocorreu em uma cidade brasileira: a capital de Santa Catarina, Florianópolis. De 30/07 a 04/08, mulheres de diversas partes do Brasil e do mundo se unem para somar forças, esclarecer questões e compartilhar suas experiências. A UFSC é organizadora do evento no país e é onde toda a programação do encontro ocorre.

  Nessa última quarta-feira (2), as mulheres saíram às ruas da capital catarinense em uma manifestação histórica. Milhares e milhares de mulheres juntas por uma mesma causa: a humanização da mulher e a luta pelos seus direitos. A marcha contou com mulheres indígenas, do MST, estudantes, de movimentos sociais e sindicais e com grupos de dança de cultura africana, como o Cores de Aidê.

Foto e reportagem: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_1816

Mulheres indígenas estiveram presentes fazendo a linha de frente durante marcha | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_1735

Indígenas preparando suas pinturas para o ato | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_1849

Até quem não era indígena entrou na onda das pinturas | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_1919

Algumas se preparavam com berimbaus e gritos de guerra | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2305

Mulheres do grupo de samba reggae de matiz africana ‘Cores de Aidê’, foram as responsáveis pelo espetáculo de dança, música e expressividade feminina | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

 

IMG_2032

Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2226

Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2336

No meio da marcha, mulheres se manifestam deixando claro sua posição perante a intervenção ainda muito presente da Igreja nas decisões estatais | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2356

A quantidade de mulheres de todas as partes do país crescia cada vez mais conforme a marcha se estendia pelo centro da cidade | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2417

E perto do seu fim, já não se via onde terminava o mar incrivelmente contagiante e emocionante do Mundos de Mulheres | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2541

Com muita espiritualidade e honra pelas suas ancestrais, as mulheres participam do ritual sagrado das mulheres indígenas perto do fim da marcha, no Largo da Alfândega | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2707

Para terminar com chave de ouro, mulheres do Cores de Aidê finalizam o ato histórico dançando ao som dos seus tambores | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2688

Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_2558

Difícil era não se emocionar com um dos atos mais memoráveis e emocionantes que Florianópolis já viu | Foto: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

Deixe o seu comentário