Resumo fotográfico da paralisação contra a reforma da previdência em Florianópolis

Nesta última terça-feira, dia 5 de dezembro, aconteceu na capital catarinense o ato contra a reforma da previdência do presidente ilegítimo Michel Temer. Com a paralisação do  transporte público durante às 15hs até às 17hs, e contando com a presença de diversas entidades sindicais, movimentos sociais e trabalhadores do transporte, o ato foi rodeado por discussões entre manifestantes e a população que esperava somente pela volta dos ônibus. Algumas representações desabafaram ao microfone sobre a problemática que engloba uma população anestesiada e a importância de tomar consciência do momento crítico atual que envolve a retirada de direitos da população trabalhadora, o entreguismo do país ao monopólio norte-americano e a corrupção desenfreada aos cofres públicos.

Reportagem e fotografia: Luca Gebara, para o Jornal dos Trabalhadores

IMG_6015

IMG_6027

Sindicato dos Bancários de Florianópolis também estiveram presentes junto com a Central Única dos Trabalhadores (CUT)

IMG_6043

Em discussão, manifestantes tentam dialogar com a população que ficou sem ônibus para se locomover

IMG_6031

Com duas horas de paralisação, motoristas e cobradores se reuniram na entrada do Ticen às 15hs

IMG_6036

IMG_6044

IMG_6047

IMG_6074

Presidente regional da CUT busca convencer a população e alertar aos golpes que o atual governo vem cometendo.

IMG_6068

Algumas representações foram mais enfáticas diante do absurdo e desabafaram sobre as maldades cometidas pelo presidente ilegítimo

IMG_6060

IMG_6055

O Sinte de Santa Catarina foi uma das principais entidades sindicais presente durante todo o ato

IMG_6048

IMG_6081

Em determinado momento do ato, discussão ficou mais acalorada entre manifestantes e pessoas que estavam esperando a volta dos ônibus

IMG_6094

IMG_6106

IMG_6108

IMG_6111

IMG_6122

IMG_6121

IMG_6118

IMG_6117

IMG_6115

Deixe o seu comentário