Para 56% dos brasileiros, Lula tem direito de ser candidato em 2018

Pesquisa de opinião CUT-Vox Populi mostra que a maioria acha que o julgamento do ex-presidente deve ser feito pelas urnas, em vez de por alguns juízes, como Moro

Pesquisa CUT-Vox Populi constata que maioria da população quer Lula entre os candidatos a presidente do Brasil em 2018 (Ricardo Stuckert)

Pesquisa CUT-Vox Populi constata que maioria da população quer Lula entre os candidatos a presidente do Brasil em 2018 (Ricardo Stuckert)

RBA

Pesquisa realizada pela CUT-Vox Populi, divulgada nesta sexta-feira (15), mostra que 56% dos brasileiros acham que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria ter o direito de se candidatar na próxima eleição. Ou seja, para estes,  nem o juiz federal de primeira instância Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente sem provas no “caso triplex”, ou outros juízes, como os do TRF-4, que aceleraram para 24 de janeiro o julgamento do recurso de Lula contra a condenação de Moro, têm o direito de impedir a candidatura. Outros 34% dos pesquisados acham que ele deve ser impedido de se candidatar, e 10% não souberam ou não quiseram responder.

Apesar dos esforços da mídia tradicional, que vem antecipando a condenação de Lula em suas manchetes, 48% dos ouvidos pelo Vox Populi afirmaram que quem deve julgar o ex-presidente é o povo brasileiro, nas urnas, e não Moro ou outros juízes. Outros 42% discordam e acham que Lula deve ser julgado pelos juízes e 10% não sabem ou não responderam.

Segundo o levantamento, o fato de Moro, do Ministério Público do Paraná e da Polícia Federal terem investigado Lula durante quase três anos sem encontrar malas de dinheiro, contas no exterior, nem sequer gastos extraordinários nos cartões de crédito é percebido pela maioria dos entrevistados. Para 40% dos brasileiros, Moro não provou sequer que o triplex emGuarujá pertence ao ex-presidente. Outros 33% acham que ele provou e 27% não sabem ou não responderam.

Perguntados se Lula é tratado por Moro e por outros juízes de maneira mais rigorosa do que o presidente Michel Temer (PMDB) ou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), 40% responderam que sim. Esse sentimento é mais forte no Nordeste, onde 54% dos entrevistados consideram parte da Justiça tendenciosa.

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, esse resultado “evidencia o caráter do processo essencialmente político contra Lula”.

A pesquisa foi realizada entre os dias 9 e 12. Foram entrevistadas 2 mil pessoas, em 118 municípios de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, e abrangeu todos os estratos socioeconômicos.

Deixe o seu comentário